quarta-feira, 3 de março de 2010

Como reciclar sacolas de plástico?

Eles são práticos e parecem ser inofensivos,

mas os saquinhos plásticos usados nos supermercados

são uma praga para o meio ambiente.
A taxa mundial do consumo de saquinhos plásticos está estimada

em 500 bilhões ao ano, quase 1 milhão por minuto.

O mais preocupante é que apenas 0,6% deles são reciclados,

e o tempo que eles demoram para se decompor na natureza

é de até 500 anos. Efraim Rodriguez, doutor em ecologia pela

Universidade de Harvard, aponta alguns hábitos que podemos

adotar para diminuir esse impacto.
Habitue-se a andar sempre com uma sacola resistente para

carregar suas compras.
Recicle seu lixo, assim você contribui para que o meio

ambiente seja preservado para as próximas gerações.
Procurando informações sobre a reciclagem de sacolas

plásticas, ou pelo menos como reaproveitá-las, achei

o Projeto de Educação Ambiental da Uniplac

Universidade do Planalto Catarinense, no município

de Lages-SC.O projeto surgiu em 2004 através de

encontros com os estudantes bolsistas, estes

participaram de uma capacitação promovida pela

Uniplac em parceria com a Secretaria do

Meio Ambiente e Cooperativa de Reciclagem de Lixo.

O Projeto tem como objetivo promover a Educação

Ambiental na comunidade acadêmica e externa através

da separação dos resíduos sólidos e plantio de

espécies vegetais nativas.
Lá achei algumas coisas interessantes, como um passo a

passo de como fazer croché de sacolas plásticas.
Para reciclar o lixo, dois passos são fundamentais: saber separar

devidamente os materiais e entregá-los à postos de coleta seletiva.

No caso dos plásticos, nem todos os tipos são recicláveis.

Misturar plásticos recicláveis com os não recicláveis

dificulta muito no processo de reciclagem final.

Conheça as diferenças:
Plásticos recicláveis:
todos os tipos de embalagens de xampus, detergentes,

refrigerantes e outros produtos

domésticos;
tampas plásticas de recipientes de

outros materiais;
embalagens de plástico de ovos,

frutas e legumes;
utensílios plásticos usados, como canetas esferográficas,

escovas de dentes, baldes, artigos de cozinha, etc.
Plásticos não-recicláveis:
plásticos (tecnicamente conhecidos como termofixos), usados

na indústria eletro-eletrônica e na produção de alguns

computadores, telefones e eletrodomésticos;
plásticos tipo celofane;
embalagens plásticas metalizadas, por exemplo,

de alguns salgadinhos;
isopor.

Agora que você ja esta informado que

tal fazer uma sacola??



Aí pessoal, aprenda como fusionar sacolas plásticas

( passa aqui pra prenrder essa aula).

Aprenda também a fazer uma eco-bag bem transada pra

ir ao supermercado ou à praia ( veja aqui.)

Mas temos que considerar que juntamos muito mais sacolas plásticas

do que conseguimos reaproveitar, concordam?

Enquanto não voltamos ao tempo dos antigos sacos de papel,

vejam mais duas dicas legais de coisinhas úteis pra

fazer com as tais sacolinhas fusionadas




Prestem atenção: depois de fusionar as sacolas como está

explicado no artigo indicado, cortem-nas no esquema abaixo,

e passem uma costura reforçada em zigue-zague.
Essas medidas dão um saco de tamanho médio, mas você

pode fazer nas medidas que ficarem melhor pra você.
Pra terminar, se preferir, pode usar um velcro e

fazer um fechamento no seu saco.
A outra dica bem legal é fazer porta-copos,

montando desenhos bacanas.
















Aqui é mais fácil ainda. Você fusiona as sacolas conforme
explicado, e com um molde risca os círculos sobre elas.
Depois é só recortar e usar. Você terá porta-copos
super práticos que nclusive pode dar de presente aos
seus amigos, embalados num mini saco de sacolas
fusionadas. Simplesmente um show.
A dica para obter estampas diferentes, é simples.
Recorte letras, símbolos e desenhos que você goste,
de outros sacos plásticos e na hora de montar o sanduíche
para fusionar, encaixe seus desenhos na penúltima fatia.
Por cima mais uma sacola plástica lisa e se possível,
transparente. Quando fusionar, fica com essas estampas
exclusivas suas. Legal demais, não?
Vamos lá galera, mãos à obra
e não esqueçam.

Com-par-ti-lhem!!!!




Um comentário:

Silvia Azevedo disse...

Ó, achei interessantíssima essa ideia de fusionar sacolas. Vou ler mais sobre o assunto e quem sabe arrisco a fazer.
Vira e mexe fico pensando na quantidade de sacolas que pegamos, mas não usamos. Muitas eu uso para repor as lixeiras lá em casa. Mesmo assim, ainda temos bastante sem função...